Sobre o autor

I - Ligando os Pontos (13/05/2010)

Noutro dia, horário oportuno, falta do que fazer, resolvi ler o jornal Estado de Minas. Encontrei um joguinho de ligar os pontinhos na seção infantil. É realmente acriançado, mas diante da total desocupação segui a regra. Até que não foi de todo um fracasso. O desenho final, um macaquinho, é o meu bicho predileto. A atividade me fez pensar que de ponto em ponto se chega aonde se quer e que o mecanismo só funciona perfeitamente se todos os pontos estiverem bem alinhados. Não sei se este é o “ó do borogodó” do jogo, a moral da estória, mas entendi assim. Se não for, que mal há? A filosofia da brincadeira é interessante, pois é unânime, pode ser aplicada à vida em todas as suas instâncias. Fui ligando os meus pontos e cá estou a até hoje neste desenho incompleto que se chama vida.

Eric de Almeida Bustamante.

Um comentário:

Unknown disse...

parabéns,moço.